Os Da Weasel actuam sábado pela primeira vez em nome próprio no Pavilhão Atlântico, em Lisboa, numa produção inédita do grupo português que incluirá as participações de Bernardo Sassetti e dos Gato Fedorento.
O concerto encerra a digressão deste ano dos Da Weasel, assente no álbum "Amor, escárnio e mal-dizer", editado em Maio.
Ao longo de mais de duas horas, a banda irá interpretar temas de todo o repertório, alguns dos quais escolhidos pelos fãs, e grande parte do último álbum.
Esta será a primeira vez que a banda arrisca um concerto a solo naquela sala de espectáculos, apesar de já lá ter actuado em 1999, quando assegurou a primeira parte do concerto dos Red Hot Chili Peppers.
Desta vez o nervosismo e a expectativa são maiores, admitiu o baixista João Nobre à agência Lusa.
"O concerto no Atlântico era um namoro antigo, mas achámos que não seria certo fazê-lo antes", sublinhou o músico, a dois dias do concerto.
"Na altura do [álbum] `Re-definições´ o mais lógico seria fazermos o coliseu e nunca o Atlântico e queremos que o público vá agora ao concerto por causa do nosso trabalho e não pelo `hype´ em torno de nós", referiu o baixista.
O álbum "Re-definições", de 2004, atingiu a quádrupla platina e representou um grande salto na projecção mediática da banda de Almada junto do público português, isto apesar dos registos anteriores também terem conquistado a platina.
Aos fãs de hip hop, que os acompanham desde os primeiros tempos, juntaram-se nessa altura admiradores de outros géneros musicais e de diferentes gerações.
No concerto do Pavilhão Atlântico, que será gravado para posterior edição em CD e DVD, deverão estar cerca de 16 mil espectadores.
Os Da Weasel surgiram em 1993 e, apesar do primeiro EP ser em inglês, firmaram-se como um das primeiras bandas hip hop nacionais, embora hoje tenham diversas influências musicais, do rock ao funk.
Entre os álbuns mais importantes da sua carreira contam-se "Iniciação a uma vida banal - o manual" (1999) e "Re-definições" (2004).
Actualmente são formados por João Nobre (Jay Jay), Carlos Nobre (Pacman), Virgul, Pedro Quaresma, Guilherme Silva e DJ Glue.

Fonte : notícias da música