Uma criança mexicana de 10 anos colou a mão direita à cama com cola industrial para não regressar à escola, que reabriu após o período de férias, segundo as autoridades locais.

«Eu não sabia como evitar (regresso à escola) (...)
Foi-me dito que se me colasse à cama, não podiam obrigar-me a ir à escola (...)
Eu não queria ir, estava a gostar das férias», explicou Diego.

Após tentativa infrutíferas da mãe de Diego, os serviços médicos de urgência e da protecção civil, lá conseguiram separar a mão direita da cama de metal com um pulverizador que permitiu dissolver o produto químico sem ferir a criança.
Depois desta intervenção, Diego ainda viu os desenhos animados e foi para a escola com algumas horas de atraso.