Começou por ser associado às classes trabalhadoras, mas depois passou a ser símbolo de beleza. A verdade, é que cada vez mais pessoas ambicionam o bronzeado perfeito, seja natural, através de solário ou cremes auto-bronzeadores. Mas poucas sabem que quando este desejo se transforma em obsessão, pode mesmo custar-lhes a vida.

A tanorexia é a obsessão por estar bronzeado e afecta sobretudo mulheres entre os 20 e os 30 anos. Quem sofre desta doença nunca está satisfeito com o seu tom de pele e faz tudo, mesmo arriscar a vida, para ficar mais moreno.

Além de exposições prolongadas ao sol, muitas vezes sem uso de qualquer protector solar, abusam também do solário, ignorando a que se expõem. Além do envelhecimento precoce da pele, sofrem muitas vezes de queimaduras solares e cancro da pele, que mata 50 mil mulheres por ano, em todo o mundo.
Fonte: Portugal Diário