Acompanhem esta crónica semanal clicando na imagem ou no título desta mensagem.

Comments (2)

On domingo, maio 24, 2009 12:55:00 da tarde , Anónimo disse...

Para tanta ansiedade e entusiasmo pela playboy,das duas uma ou a tua mulher é desinteressante ou a tua relação caiu na rotina!?
O desconhecido é uma distração, o conhecido uma certeza,por isso não te distraias e valoriza mais o que tens. Há sempre alguem atento ao que pensamos ser nosso "como aquele que foi á vizinha,chegou a casa e ...espaÇo ocupado".

 
On terça-feira, maio 26, 2009 8:41:00 da tarde , gui.tattoo disse...

Caro anónimo/a leitor/a:
Em relação ao teu comentário, devo desde já agradecer e respeitar a tua opinião, não no entanto, sem te esclarecer alguns factores implícitos no mesmo:

Em relação à minha "ansiedade e entusiasmo" em ler/ver a Playboy, trata-se simplesmente de uma manobra de diversão a que recorro com o propósito principal de puder escrever com conhecimento de causa sobre o que se comenta na actualidade... E a Playboy por várias razões, tem sido um dos temas abordados por vários escritores humoristas e não só nos seus artigos/crónicas, mesmo sendo eu um simples aspirante a escritor ou cronista de trazer por casa...

Se a minha mulher é desinteressante?
Só gostava que um dia (se tiveres oportunidade) pudesses conhece-la, não só para veres que é interessante a todos os níveis (digo: físicos e intelectuais, porque o resto pertence à nossa "rotina", que desde já também te posso adiantar que: Ui! Ui!) e concluíres que desinteressante é apenas o facto de ela não ter crescido em meios ou com "ajudas" que a destacassem para a ribalta ainda mais do que conseguiu por ela própria, pois seria um caso sério de popularidade... mas eu se calhar até prefiro assim.
Desta forma, nem o "vizinho" nem nenhum outro terá a sorte de a ver exposta em revistas erótico/cor de rosa, que não são mais do que uma forma barata de encher bolsos de editores e das próprias intervenientes que também não ficam a perder com o negócio.

Para terminar, deixo-te apenas um conselho que espero te sirva para alguma coisa, e nem te cobro nada por ele:
Nunca te distraias com um/a desconhecido/a e nunca deixes de ter a certeza com o/a conhecido/a...
Assim como eu tenho a certeza do valor da minha conhecida e a valorizo... não há forma de me distrair.

+1X Obrigado pelo comentário e volta sempre ;)

o cronista de trazer por casa:
gui.tattoo