Apesar da crise, e como já à algum tempo que procurava algo que me agradasse como emprego, consegui colocação como assistente de bordo, e estreei-me na TAP...
No momento de servir as refeições, dirigi-me a um passageiro, e toda educada, perguntei-lhe:

- O senhor aceita o jantar?

- Quais são as opções? perguntou ele

- Sim ou Não!!! respondi eu sem gaguejar