O Michael Jackson estará realmente morto?


1. Ele estava ótimo e ensaiando 3 dias antes da “morte”;

2. A ambulância dos bombeiros demorou quase uma hora para remover o
“corpo” de sua casa para o hospital, mesmo sabendo que nenhum
procedimento mais complexo poderia ser feito na residência;

3. O médico dele ficou desaparecido por dois dias após o “anúncio” da morte.

4. Caixão fechado (nem o caixão do Papa ficou fechado o tempo todo);

5. Ninguém da família chorava de verdade. Nem conseguiam fingir,
inclusive a filha pequena – obrigada a dizer alguma coisa;

6. Dívidas monumentais.

7. As máscaras, de uso constante, serviam para preparar o sósia que
estava doente e em estado terminal, enquanto Michael cuidava de
providenciar um novo rosto, para viver anônimo daqui por diante.

8. Quem ligou para o 911 estava calmo demais.

9. Em agosto ele ia ou vai lançar uma música chamada RESSUREIÇÃO!

10. Ninguem sabe pra onde seu corpo foi levado após o memorial.

11. Os médicos não falam a causa da morte.

12. O presidente dos EUA que era fã do astro só se pronunciou sobre o
fato uma semana depois.

13. Um médico particular que abandona a própria carreira para se
dedicar a um único paciente, justamente na hora mais crucial não
acompanha seu “único” paciente ao hospital?

14. Por que o nome de MJ não foi citado na ligação?

15. A demora no resultado da autópsia, nem no IML do Rio onde tudo
funciona a carvão… é tão difícil reconhecer uma overdose?

16. Após a cerimonia a família “enlutada” foi “comemorar” num
restaurante badalado.

17. Antes dele chegar ao hospital a CNN já dava Michael como morto.

18. Deixa um testamento em um fundo que o empresário e sócio administram.

19. Nos EUA existe uma lei que se tentarem te matar duas ou três vezes
você pode mudar sua identidade e até forjar a própria morte.

20. Um grande estoque de coisas que ele (MJ) tinha leiloado para pagar
dividas foi comprado por um suposto colecionador anônimo.

21. Por que alguém que não faz shows desde 2006 teria uma turnê
marcada, coincidentemente, para cerca de uma semana depois de sua
morte?

22. O plano já teria sido traçado há muito, como mostra a letra de sua
música Morphine, que fala sobre ataque cardíado, morfina e sobre o
remédio Demerol.

23. No telefonema de emergência, em NENHUM momento o nome de Michael
Jackson foi citado, apenas de um “homem que estava mal”.

24. Elizabeth Taylor, que era amiga íntima, disse que o evento do
memorial era um “circo”.

25. Um caixão possivelmente vazio foi apresentado no espetáculo da
despedida coletiva onde os ingressos não foram cobrados, “foi quem
quis”. Ninguem judicialmente pode contestar nada.

26. Trabalhadores da fronteira dos Estados Unidos com o México, diz
que Jackson e um homem não identificado teriam deixado o país na noite
de sua morte.

27. Seu atestado de óbito fala apenas que o morto é um homem negro
morto por causa ainda indefinida.

28. Produtos relacionados aos shows de Michael Jackson que deveriam
ocorrer na O2 Arena, em Londres, estão sendo comercializados
normalmente – mesmo após a morte.

29. O empresário e sócio não vão ao velório, sequer o médico
particular se faz presente.

30. Depois do velório, em vez de levarem o caixão para o cemitério
sumiram com ele!!!

31. Na ligação para a emergência, quem liga diz que o homem desmaiado
está deitado na cama, e que o médico tentava reanimá-lo. Uma pessoa
formada em medicina não saberia que massagem cardíaca deve ser feita
em uma superfície dura?

32. Antes de ‘morrer’, assina um contrato para uma série de
apresentações. Diz que não leu o contrato, compromete-se a 50 shows,
pensando que eram apenas 10.

33. Michael usava até mesmo nomes falsos para conseguir a medicação
que ‘precisava’.

34. Sabe-se de que uns tempos pra ca, Michael usava manequins e até
mesmo o sósia pra despistar a imprensa.

35. Antes dele chegar ao hospital a polícia já estava lá interditando
a passagem de todos.