Um padre e uma freira viviam num convento e eram muito amigos. Um dia o padre sente-se mal e procura um médico. Ele pede vários exames e com os resultados na mão diz ao padre:
-Eu lamento muito, mas o senhor só tem uma semana de vida! O padre volta arrasado para o convento, chega para a freira e faz uma proposta:
-Sabe o que é irmã... Eu sempre mantive meu voto de celibato. Agora eu vou morrer e gostaria muito de saber como é o calor de uma mulher. A senhora poderia conceder uma noite de amor a um pobre desenganado?

Ela não consegue negar e naquela noite eles amam-se loucamente.
No dia seguinte, o médico, liga para o sacerdote:
-Padre, o senhor não vai acreditar! O laboratório telefonou a dizer que os exames estavam trocados! O senhor está óptimo de saúde!
Feliz da vida, ele volta para o convento e vai correndo procurar a amiga:
-Irmã! O médico ligou-me e disse-me que a minha saúde está perfeita!
A freira olha melancólica para o horizonte. O padre não entende e pergunta:
-O que foi, irmã? Não gostou da notícia?

-Não, não é isso... Eu só estou a pensar em quantas outras vidas eu já poderia ter salvo!