Depois do Carnaval e de todos os excesso que lhe são inerentes, nenhum Hit poderia ser mais apropriado do que este.
E viva o Barbeiro que se calhar também passou por Sevilha.



selecção: ciberrafa