Para celebrar as bodas de prata desta rubrica, tenho para vos apresentar um jovem aspirante... aspirante não, que ele já me disse que quem aspira é a mulher a dias a quem ele faz questão de pagar para o fazer.

Eu já tive o prazer de o ver ao vivo (os olhos dele são mesmo azuis) e até apertar-lhe a mão no espaço cultural que é também café-bar: Tertúlia Castelense, onde faz umas actuações mensais que são uma delícia para quem gosta de ouvir falar de coisas sérias de uma forma realmente séria... ok estava a brincar.
Ele realmente é uma pessoa séria e fala de coisas sérias, mas sempre a brincar... a sério, acreditem em mim que também falo (escrevo) a sério.
Na verdade ele é já uma referência no humor em Portugal, e do stand-up comedy em particular.

O artista que se segue, é também muito bom para os ossos e dentes, uma vez que é extremamente rico em cálcio e além disso, trata por tu a malta do futebol italiano, os do Calcio, estão a ver ?
Para não vos deixar mais nervosos com esta introdução, podem agora passar então à acção do vídeo que inclui excertos da sua actuação em terras de Vera Cruz...

E para os interessados, o rapaz/homem/moço jeitoso e artista que convidei para animar aqui a malta com alguns (bons) motivos para RIR nestas bodas de prata da rubrica chama-se Ricardo Leite.
Podem ler mais das suas escrituras estranhas, únicas e à sua maneira cómicas no blog que carinhosamente ele trata por: Anda cá oh pimpão!


Comments (2)

On sexta-feira, junho 26, 2009 8:34:00 da tarde , Ricardo Leite disse...

ora viva senhor, começando por onde se começa, ou seja, por onde bem nos apetecer, os achismos são uma palavra que eu inventei, porque eu posso, porque eu quero e sobretudo porque me dá jeito! achismo é o acto de se achar, cada um acha aquilo que quer, por conseguinte ele transforma-se num achista, pois ele tem apenas esse privilégio, o de achar. ele não sabe, ele não opina, ele acha, pois a verdade absoluta só tá aqui para desabrochar a questão inegavel, como tal, na minha reles e humilde achismisão, só sabemos o que sabemos e a partilha do que sabemos é um "eu acho" para os outros, porque se começamos com demagogias e coisas do género, o mais provavel é perdermos a razão, pelo menos é o que eu acho....

quanto á homenagem, muitissimo obrigado, não me sabia tudo o que disseste sobre mim, mas fico feliz que pelo menos uma pessoa ache isso, é sinal que vou achando algumas pessoas interessadas naquilo que a sério, eu vou falando a brincar! um destes dias temos de nos encontrar pessoalmente e quem sabe possamos partilhar uns achos que tenhamos em comum e os coloquemos numa fogueira para arder, aos achos isto é, é que quanto mais achos para a fogueira, mas alto queima o lume, quanto mais alto queima o lume, mais se alumia á volta....

um grande abraço e virei já seguidor deste teu blog.

já agora :

ricardoclick@gmail.com

tás á vontade de me mailar para o que quiseres ;)

abraços !

 
On sexta-feira, junho 26, 2009 9:01:00 da tarde , gui.tattoo disse...

@Ricardo Leite: Depois de saber o que achas-te disto, não vou lançar mais achas para a fogueira, o que é que achas ?

Eu acho que já chega de achar que o povo vai achar que com tanta acha, ainda nos vamos queimar... por isso, acho que podemos ficar por aqui, não achas?

Isto é o meu achismo !

Abraço e acho que pode ser daqueles larguinhos, que ao pé desta fogueira está um calor que não se aguenta e o melhor é que o abraço não seja muito apertado... sim outra vez destes ;)